Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

conto de verão

Conto: 1 dentição da criança Para: Gaby Chorava pois a criança no inicio da segunda semana do verão. era um janeiro bem gostosos; onde as aguas dos oceano estava quente e propicia pra refrescar e bronzear de alegrias almas tupiniquins que se aventuravam a se banhar pela costa marítima brasileira. O casal de praianos se intrigavam e aos poucos iam se desesperando pois não conseguir atinar qual era angustia de sua cria. Em pleno verão o bebê chorava sem para, a Mãe dava de mamar pra ele e nada ,o Pai dava banho no pequerrucho , colocava acriança na varanda e nada, chamaram ate uma velha rezadeira pra da jeito e a situação não mudou. Graças a Deus a enfermeira da praia de Lucena , descobriu que a agonia do rebento se tratava da dentição do primeiro dente e com maestria de quem aprendeu e saber trata de coisas desse tipo, ela ensinou ao casal como procede nesse caso. O pai da criança ficou tão contente que pescou um peixe de 7 kg e meio pra enfermeira; que comeu com sua família durante uma semana; a mãe do pequerrucho só fazia ri enquanto alimentava seu filho com leite materno potencializado com brisa do mar. Os nativos da praia de Lucena, pra comemorara vitória do casal de sua praia organizaram uma festa de agradecimento regada a peixe, cachaça ,cerveja , caranguejos e outros manjares que só um povo do bem pode oferece. Pra não falta benção do mais belo Amor. No domingo de manhã foram assistir a missa no igreja de Nossa Senhora da guia. Jesus Cristo os amor de verdade. -que bom que a vida é assim! Disse o esposo. -Verdade Deus nós amar! respondeu a esposa, em seguida se beijaram um beijo apaixonado. No berço a criança sorriu. “ VIVER E FACIL,SEMPRE É ASSIM!. pensou a criaturinha que despertava pra vida. Humberto Filho 24/01/2017

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

CONTO DE VERÃO 2

Conto: Moça ( Parte II ) Para: Manu Passeia a semana, juntando dinheiro pra levar Grazyela pra missa. Ajeitei alguns skates da rapaziada e limpei uma piscina de uma família grã-fina que morava em Intermarés. A filha do casal ficou afim de mim, ela era linda, mais Grazyela apareceu antes e meu coração era todo dela. Com a grana que conseguir trabalhando daria pra pagar as passagens minha e da moça e compra algo pra lanchamos. Os dias passaram junto com as noites e domingo amanheceu bonito, com as nuvens brancas embelezando o céu e combinando com o sol amarelo que brilhava em tudo. A tarde chegou de repente abri um sorriso com aquilo e fui me preparar para o grande momento, tomei banho, fiz a barba e vestir a beca que usei no natal, uma calça jeans, uma blusa de botão, tênis all star vermelho e a toca na cabeça pra ficar bonito pra futura dama. Passei um perfume cheiros pelo corpo pedir a benção aos meus pais. coloquei o Skate debaixo do braço e fui pra Av. Josefa Taveira pegar o circular que me levaria pra pista do Skate Plaza Manaíra. O skate tava veloz naquela tarde de domingo ,cair umas duas vezes antes da moça chega. Os moleques estavam inspirados naquele dia era uma manobra mais dificl do que outra, agente ria e a pista não ficava um segundo vazia era um sair que outro já jogava o Skate no meio da pista ou pulava de cima da rampa. No quarto rolê, conseguir manda um flow maneiro parecia até que tinha um moto no carrinho tal qual velocidade que ele ia pegando, passei quase dois minutos mandando o flow so reparei porque fui manda uma curva pra esquerda voltando na rampa cair do skate. - bem feito, menino besta! Faz meia- hora que tou aqui e você não olhou pra mim. Vem logo fala comigo antes que me arrependa e desista de sair contigo Sebastian. falou sorridentemente a doce Grazyela enquanto balançava os cabelos. Levantei-me apressado e fui ao encontro da bela virgem a enlacei pela cintura e a beijei devagar pra fazê-la sentir o gosto do meu amor. - Menino besta! gostei do beijo.- falou Grazyela- mais devia ter pedido antes; o próximo so quando eu autorizar. Completou a moça depois me sorriu. - Ok! Menina arregueira! agora vamos pegar o busão pra gente ir pra o shalom, tou afim de chegar antes do inicio da missa e ter levar pra capela pra gente reza um terço quero te apresentar pra Santa Maria e seu filho Jesus. Falei pra Grazyela. - ta certo. Menino besta! Meu namorado! falou a moça em seguida sorriu. Deus na missa teve piedade de nós e nos abençoou e fez resplandece na terra a luz da sua face tal qual no salmo 66. Deus é bom. Humberto Lima 10/02/2017

conto de verão

Conto: Moça Para: Gaby e Thalia Lembro da primeira vez que vi Graziela; eu estava ando um flow na pista do skat plaza Manaíra aguardando a 4 horas da tarde pra pegar o busão e ir assistir a missa no shalom de17:00. Ela vinha caminhando pela calcada da praça tomando sorvete com sua amiga, mais eu so tinha olhos praquela moça que sorridente usava um vestido vermelho com sandálias da mesma cor, junto com um par de sandálias da mesma cor, junto com um par de brincos de perola que enfeitavam suas orelhas. Seus lindos cabelos loiros estavam soltos ao vento. Aumentei a velocidade do flow só pra fazer Graziela olhar pra mim. A juventude despertava felicidade pela cidade a moça olhou pra mim sorriu e ainda disse: Deixa de ser amostra1menino besta! Sua amiga e todos que estava na praça riram de mim até eu. - Vou deixar, conseguir que voce olha-se pra mim! Respondi pra moça terminei de manda o flow coloquei o skate debaixo do braço e fui pra perto da garota. - Quem disse que eu tava olhando pra você? Menino besta, pra mim olhar pra tu, você vai ter que comer muito feijão com arroz. Falou a bela moça e me sorriu provocando. Sorrir de volta praquele sorriso era única coisa que podia fazer em seguida olhei a h ora no meu relógio de pulso já eram quatro horas. -o que tem de linda tem de arengueira! como é teu nome? perguntei esperando o fora. Mexendo os cabelos com as mãos ela me respondeu: Se manca menino besta! Como é teu nome mesmo? Eu sou produtor importado pra me conquistar você vai ter que rebola! Meu nome é Graziela. Em seguida sorriu tão doce que seus olhos brilharam cheios de pureza. - linda Graziela eu vou rebolar, dançar e cantar pra tu; mais só semana que vem, tenho que ir para missa no shalom agora; amo jesus cristo mais do que tu, quero que você faça o mesmo.. meu nome é Sebastian disse assim pra ela. Como eu esperava Graziela mais uma vez sorriu pra mim e falou: ok1meninobesta! Próximo domingo tou aqui; agora ve se se arruma que vou pra missa mais tu. Deus do céu gostou da ideia e o mundo se alegrou de repente. Humberto Lima 22/01/2017

sábado, 4 de fevereiro de 2017

buceta skatboarding

Boa tarde amigos desconhecidos, bom verão de 2017 pra todos nos ,por esses dias vivia algumas coisas neste mundo, tou escrevendo sobre amor tipo romantismo ultrapassado, falta paga uma disciplina pra termina a especialização em artes. vou trampa em algum lugar da cidade,será algo muito bom,ensina é bom agora tou andando de skat em uma pista aqui da cidade com um amigo meu o flow do skat na rampa é algo muito massa. as pequenas são sempre bem vindas, dia desses quase bejei uma, domingo passado uma me beijou. no mais corrupção e falta de sexo na minha cidade! Obrigado por me lerem amigos desconhecidos!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

+ um conto

Conto: Moça Para: Thamires Lembro da primeira vez que vi Graziela; eu estava ando um flow na pista do skat plaza Manaíra aguardando a 4 horas da tarde pra pegar o busão e ir assistir a missa no shalom de17:00. Ela vinha caminhando pela calcada da praça tomando sorvete com sua amiga, mais eu so tinha olhos praquela moça que sorridente usava um vestido vermelho com sandálias da mesma cor, junto com um par de sandálias da mesma cor, junto com um par de brincos de perola que enfeitavam suas orelhas. Seus lindos cabelos pretos estavam soltos ao vento. Aumentei a velocidade do flow só pra fazer Graziela olhar pra mim. A juventude despertava felicidade pela cidade a moça olhou pra mim sorriu e ainda disse: Deixa de ser amostra1menino besta! Sua amiga e todos que estava na praça riram de mim até eu. - Vou deixar, conseguir que voce olha-se pra mim! Respondi pra moça terminei de manda o flow coloquei o skate debaixo do braço e fui pra perto da garota. - Quem disse que eu tava olhando pra você? Menino besta, pra mim olhar pra tu, você vai ter que comer muito feijão com arroz. Falou a bela moça e me sorriu provocando. Sorr de volta praquele sorriso era única coisa que podia fazer em seguida olhei a h ora no meu relógio de pulso já eram quatro horas. -o que tem de linda tem de arengueira! como é teu nome? perguntei esperando o fora. Mexendo os cabelos com as mãos ela me respondeu: Se manca menino besta! Como é teu nome mesmo? Eu sou produtor importado pra me conquistar você vai ter que rebola! Meu nome é Graziela. Em seguida sorriu tão doce que seus olhos brilharam cheios de pureza. - linda Graziela eu vou rebolar, dançar e cantar pra tu; mais só semana que vem, tenho que ir para missa no shalom agora; amo jesus cristo mais do que tu, quero que você faça o mesmo.. meu nome é Sebastian disse assim pra ela. Como eu esperava Graziela mais uma vez sorriu pra mim e falou: ok1meninobesta! Próximo domingo tou aqui; agora ve se se arruma que vou pra missa mais tu. Deus do céu gostou da ideia e o mundo se alegrou de repente. Humberto Lima 22/01/2017

sábado, 7 de janeiro de 2017

+um conto!

Conto : Passeio de Domingo Para: Thayana , kamila e clarinha Depois da missa de manhã levaram a criança pra o zoológico, tinha pouco mais de um ano o bebê. Era esperto sorria pra tudo e pra todos. parecia um pouco com o príncipe George da Inglaterra ,seus Pais também se agachavam pra falar com ele. A mãe uma vez lhe contou que do açafrão se fazia coloral ;o pequerrucho olhou espantado praquela mulher. Em seguida os dois riram com vontade. Outra vez o pai lhe falou que fora do Planeta Terra existem estação espacial internacional e quem ta lá são os astronautas. Aquele casal era mais bobo do que o menino. por voltadas 9 da manhã chegaram ao zoológico; os humanos chegavam aos poucos para verem os bichos. Eram adultos, crianças, velhos e adolescentes e casais de namorados estavam felizes por terem ganho um presente de domingo. A criança gostou das águias e do casa de leões. os pais dele g gostaram de tudo; do papagaio, do urso panda, das cobras, do gorila do jacaré e do elefante do urso da floresta das girafas. Tinha os macacos também que ficavam no inicio da bica. Não a conseguiram decidir qual bicho gostaram mais; eram mais bobos do que acriança isso não tenham duvidas. Logo apos terem vistos todos os bichos forma compra sorvete pra criança e pra eles. O menino gostava muito de sorvete e sorria enquanto a mãe lhe dava essa comida , o Pai distraído olhava pra arvores e decidiu que ia da de presente pra o filho no dia das crianças um globo de neve e riu docemente o riso da alegria. A mãe do menino se contagiou com a felicidade do esposo e o beijou carinhosamente ,o pequerrucho gostou de vê aquilo e foi e senta no banco no meio dos Pais e de alguma forma conseguiu dizer: Pai! Mãe! Amo Vocês!. Humberto Lima 08/09/2016

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

+umconto

Conto: Amor de repente ´Para Larissa shalom e Clarinha Do Bairro São José par paria era rápido bastava passar por uma ponte andar um pouco e vê o mar macio da capital da Paraibana. Agarota era tímida mais sabia sorrir que era uma beleza .estudava numa escola municipal do bairro mesmo. Sua Mãe era domestica no Bessa, Seu Pai pescador. Amorena com 17 anos era um encanto bom de vê e de amar. Semana passada passado, no finalzinho da tarde inicio de noite se não engano. Caminhava sem pressa pela areia da praia de Manaíra. Estava a pensar no que iria escrever para o artigo de natal Correio da paraíba. Minha mente não estava bem não conseguia sintoniza em nada. Decidir sentar um pouco e olhar o mar, liguei uma musica no celular e fiquei ouvindo junto com natureza na segunda musica a morena chegou sorrindo sem se assustar comigo parecia um bixo d’agua. Tímido mais do que ela eu me assustei. -Calma moço! parece que nunca viu uma garota! disse sorrindo a morena. - tão bonita não! Falei e aguardei o fora. -Você é um pouco bonito !também rapaz. Agora me faz um favor olhar minha bolsa e meu vestido enquanto eu tomo banho, vim olhar meu Pai ir pescar no barco dele. Meu nome é Luiza moco. Disse sorrindo a moça enquanto tirava o vestido e bolsa e colocou junto de mim sorri-me de novo e de biquíni verde foi correndo tomar banho de mar. LINDA! TODA LINDA ÉLA TODA BELEZA SE RECONHECE NELA! Essa musica de skank tocava no celular coloquei no volume máximo e fiquei a olhar pra morena que nadava com a graciosidade de uma virgem ao descobrir pela primeira vez o amor que em muitos casos é único e dura uma vida inteira. Pouco a pouco o sol se deixava ir pra China seria dial á enquanto dura-se a noite aqui. A morena voltou e disse -Obrigada!-moço- eu sou meio boba mesma. depois tirou de bolsa uma pastilha halls de hortelã me ofereceu uma. Aceitei na hora. Em seguida a morena falou que estava com sede. Fui iate um quiosque e voltei com uma agua de cocô pra ela e uma garrafa de agua mineral pra mim. Sentei junto dela e comecei a falar sobre o mar es obre o pié de tambau quando existia. disse pra ela que uma vez fui de bicicleta de santa Rita até lá. A morena pareceu não acredita mais me sorriu mesmo assim. Ficamos conversando e trocando olhares de carinhos antes de partir a morena me beijou e falou no meu ouvido: Miguel amanha de manhã te espero na missa na capela de Nossa Senhora da Penha! não vai falta! E se foi ao ritmo do vento me deixando ali ainda com o gosto do beijo nos meus lábios. -Tá bom! Meu bem! Disse por fim antes dela alcançar o calçadão da praia. No outro dia pela manhã fui par missa com um buquê de flores vermelhas na mão a morena me esperava na frente da capela. - obrigada! Pelas flores moço. agora coloca elas no altar da Santa. falou Luiza, fiz na hora o que a morena mandou. Deus na missa abençoou a todos com alegria e amor. a Mãe da morena gostou de mim, faltava seu pai. No fim daquele domingo fui na casa da morena pedir a mão dela em namoro ao seu Pai .Joaquim depois de me olhar cuidadosamente respondeu assim: Que assim seja pode namora minha filha! Poucos dias depois era natal o artigo que escrevi pro jornal tinha o titulo de ‘ AMOR DE REPENTE!” Ao acabar de lê –lo amorena me beijou e disse pra mim: Namorado bobo! até que tu é inteligente. - Namoradinha arrisca é por isso que gosto de tu falei pra ela. Depois alisei seus cabelos e a beijei. As famílias cheias de uma grande esperança celebravam o nascimento do Deus menino; a noite da capital estava enfeitada de alegria de vida. Naquele instante estava sentando com a morena no banco do calçadão do busto de Tamandaré olhando um cruzeiro que estava ancorado lá longe no mar e que também festejava o natal no mar da Paraíba. Humberto Lima 06/12/2016